Parceria entre Prefeitura e Comunidades promove adequação no funcionamento de Escolas

Quinta, 01 de Março de 2018

Secretaria de Educação

O diálogo constante e a disponibilidade de ouvir à população tem sido a bandeira principal do Prefeito de Igaporã, Suly Fagundes, desde o início da sua gestão, em janeiro de 2017. Uma das provas desta interação com os cidadãos do município foi dada após a Prefeitura determinar a continuidade do funcionamento de escolas que estavam com a nucleação programa para 2018.

Desde 2017, após um estudo minucioso do número de alunos matriculados em toda a rede de ensino, a Secretaria Municipal de Educação já havia sinalizado a necessidade de nuclear as escolas das localidades de Jardim, Canabrava e Gameleira, devido principalmente ao número de estudantes matriculados em cada unidade. Para o início de 2018 a administração municipal e a Secretaria de Educação desenvolveram um diálogo com pais, professores e comunidade a fim de chegar a um denominador comum a respeito do futuro das escolas.

 

Na Escola Municipal de Canabrava, por exemplo, a última semana foi decisiva para atender as necessidades de toda a comunidade. Em reunião com pais, professores e direção, a Secretaria de Educação e a administração municipal consentiram em manter o prédio funcionando, após torná-lo uma extensão do Colégio de Tamboril. Com a decisão, tomada junto com os pais, a Prefeitura de Igaporã vai continuar ofertando o ensino aos alunos daquela região, ali mesmo, pertinho das suas famílias. Em contrapartida, os familiares dos alunos assumiram papel colaborador, com o intuito de auxiliar a unidade de ensino na resolução de questões e dificuldades. Na comunidade de Jardim, a decisão foi a mesma.

 

Outra parceria de sucesso entre família e Prefeitura aconteceu no Colégio Municipal de Gameleira. Lá o diálogo com pais e alunos auxiliou a Administração na tomada de decisão para transferir os estudantes do Fundamental II para o Colégio Municipal Joana Angélica, na sede do município, possibilitando assim a oferta de um ensino mais diversificado. No caso do Colégio de Gameleira, os professores do nível II foram remanejados junto com os alunos e vão acompanhá-los na integração com a nova escola.

 

Com isso, através do diálogo, as medidas tomadas atenderam à necessidade eminente de redução de gastos, devido a queda da receita de 2017, e as solicitações apresentadas pela comunidade.  Segundo Ednea Azevedo, secretária de educação, o maior ganho foi ter construído as mudanças necessárias junto com toda a comunidade escolar. “Pais e professores tiveram papel fundamental na promoção das adequações necessárias, já que todas as medidas foram dialogadas e discutidas”, afirmou.


Por: Danilo Oliveira (Diretoria de Comunicação - Prefeitura de Igaporã)


Últimas Notícias